quarta-feira, 3 de março de 2010

The End II

http://grupoaudienciadatv.files.wordpress.com/2009/05/poder-paralelo5.jpg 

Agora, acabou. O fim de Poder Paralelo está oficialmente decretado. Diferentemente de Chamas da Vida (que foi impecável, mas teve um último capítulo irritante) Poder Paralelo teve uma exibição final digna de todo o brilhantismo da trama. A falta de estratégia da Record prejudicou a audiência, Poder Paralelo concorreu com 30 minutos de Big Brother Brasil. Mesmo assim, foram 20 pontos no Rio e 17 em São Paulo que deixaram a Record em confortável situação.


http://i2.r7.com/data/files/2C92/94A4/271D/0006/0127/21E6/AFDF/5518/paulo%20e%20neide2-m-201032.jpg

Paulo Garzia era o Guri e contava com a ajudante Neide. A dica sobre a identidade do assassino estava na primeira semana de novela, como relembrou um flashback. Todos os assassinatos tiveram repostas coerentes. A cena onde Paulo confessa todas as suas crueldades a Tony é uma daquelas que se torna digna de entrar na história da televisão.

O vilão Bruno morreu em uma explosão de carro, como tentara matar Tony no primeiro capítulo. Don Caló fez dos últimos minutos de Bruno algo aterrorizador, o pai do protagonista também acabou com sua vida na mesma explosão.

http://4.bp.blogspot.com/_zMaaD2jasIQ/S4gkHvH_DZI/AAAAAAAAAoA/-ADLDt2TyPQ/s400/poder1.jpg 

No momento mais esperado, Tony Castellamare teve seu final feliz com Lígia em cena gravada na praia. O efeito visual da cena que fechou os 11 meses de sucesso de Poder Paralelo foi simplesmente perfeito.

O grande destaque dado a alguns núcleos Rudi não teve uma cena exclusiva para o seu final, embora tenha vencido as drogas. Nina foi julgada em outra sequência primorosa, mas não teve uma cena de felicidade com Pedro, o enterro de Don Caló foi ignorado, o de Bruno Villar também. Essas pequenas falhas não abalaram em nada o esplêndido término do folhetim.

Poder Paralelo vai deixar saudades em muita gente. Se a Record a houvesse mantido em horário fixo, deixaria ainda mais saudades.

Um salve para Lauro César Muniz!

Nenhum comentário:

Postar um comentário